Buscar
  • Ibbn

CONHECENDO DEUS

Por Pr. Carlos Henrique - Mensagens Diárias de 24/09/2020

No que se refere à busca do conhecimento de Deus, há três tipos de pessoas: aqueles que não querem pensar ou investir tempo sobre o assunto, por não acreditarem ou não se importarem. Há os que querem saber se ele existe ou não, qual é a sua natureza, a pessoa, a obra e as suas ações. E há, também, aqueles que buscam a Deus impulsionados por suas necessidades ou crises existenciais manifestas em questões, tais como: “De onde vim?”, “Por que estou aqui?”, “Para que estou aqui?” e  “Para onde vou?”. Acredito que as duas últimas posturas devem estar presentes na vida do cristão: conhecer Deus e como conectar sua vida com Ele.


O salmista já dizia: “Como a corça anseia pelas correntes de água, assim minha alma anseia por ti, ó Deus. Tenho sede de Deus, do Deus vivo; quando poderei estar na presença dele?” (Salmos 42:1-2)


O grande pregador Spurgeon, em janeiro de 1855, terminou o seu sermão dominical com estas palavras: “Na contemplação de Cristo existe um bálsamo para cada ferida; na meditação sobre o Pai, há consolo para todas as tristezas, e na influência do Espírito Santo, alívio para todas as mágoas. Você quer esquecer sua tristeza? Quer livrar-se de seus cuidados? Então, vá, atire-se no mais profundo mar da Divindade de Deus, perca-se na sua imensidão, e sairá dele completamente refrescado e revigorado. Não conheço coisa que possa confortar mais a alma, acalmar as ondas da tristeza e da mágoa, pacificar os ventos da provação do que uma meditação piedosa a respeito da Divindade”.

Então, que nestes dias você posa mergulhar no mar do conhecimento de Deus, fazer a sua vontade e encontrar paz. 

6 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Existe uma frase atribuída a Louis Pasteur, que diz assim: “Um pouco de ciência nos afasta de Deus. Muito, nos aproxima”. Nos dias atuais, quando todos têm acesso a todos os tipos de informação, algun

Um dia, um homem procurou a Jesus querendo saber o que deveria fazer para conseguir a vida eterna. Jesus o orientou a guardar os mandamentos da Lei, vender tudo o que tinha, dar o dinheiro aos pobres

Temos pela frente mais um ano de eleições e, ainda por cima, polarizadas. Classificar algo, seja o que for, em apenas dois grupos faz com que se perca a riqueza da diversidade. Deus valoriza a diversi