Buscar

COLOCAR-SE NA BRECHA DO MURO


Como cristãos, temos ações a serem feitas diante da guerra na Ucrânia e, também, diante dos diversos conflitos que a humanidade enfrenta. Precisamos ajudar, como estão fazendo os nossos missionários e demais cristãos que estão na Ucrânia, montando centros de apoio e levantando recursos para ajudar os refugiados e para os que estão na região da guerra. Mas precisamos, também, interceder a Deus pedindo pela paz. Na Bíblia, no livro de Ezequiel, no capítulo 22, encontramos uma chamada de Deus sobre isso.


De acordo com o texto, os líderes da nação israelita haviam falhado, extorquindo o povo. O texto diz assim:

“Há nela uma conspiração de seus príncipes como um leão que ruge ao despedaçar sua presa; devoram pessoas, apanham tesouros e objetos preciosos e fazem muitas viúvas” (v.25).

Os sacerdotes, responsáveis pela condução dos cultos a Deus, também falharam. O versículo 26 diz:





“Seus sacerdotes cometem violência contra a minha lei e profanam minhas ofertas sagradas; não fazem distinção entre o sagrado e o comum; ensinam que não existe nenhuma diferença entre o puro e o impuro; e fecham os olhos quanto à guarda dos meus sábados, de maneira que sou desonrado no meio deles”.

Os profetas, que deveriam transmitir a Palavra de Deus, também falharam. O texto diz:

“Seus profetas disfarçam esses feitos enganando o povo com visões falsas e adivinhações mentirosas. Dizem: ‘Assim diz o Soberano, o Senhor ’, quando o Senhor não falou” (v. 28).

Mas o povo, também, teve sua culpa. O verso 29 diz:



O povo da terra pratica extorsão e comete roubos; oprime os pobres e os necessitados e maltrata os estrangeiros, negando-lhes justiça”.