Buscar
  • Ibbn

“MISSÕES EXISTE PORQUE A ADORAÇÃO NÃO EXISTE”

Atualizado: Abr 2

Por Pr. Carlos Henrique

Foi John Piper diz que “as missões não são o alvo fundamental da igreja. A adoração é”. Ele se inspirou em um texto de Jonathan Edwards, pastor e teólogo do século XVIII, que tinha uma cosmovisão teocêntrica, ou seja, Deus é o centro de tudo. Dizia ele: “Qual é o fim principal da criação, da Histórica, da redenção, de sua vida e de tudo o mais?... Tudo o que é dito na Escritura sobre o fim principal das obras de Deus está incluído nesta única frase: a glória de Deus”. John Piper justifica ter usado a expressão “adoração” em vez de “glória de Deus”, pois, segundo ele, poderia ter dito: “As missões não são o alvo fundamental da igreja. A glória de Deus é”. O argumento dele é este: “A razão para isto é que as missões não são necessárias por causa de uma falha de Deus em mostrar sua glória, mas por uma falha humana em saborear a glória. A criação está narrando a glória de Deus, mas as pessoas não a estão valorizando”, como a Bíblia declara: “Os céus manifestam a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos” (Salmo 19.1). Mas, Piper diz: “a revelação natural não está alcançando seu objetivo (Romanos 1.20-21). A honra e a gratidão a Deus não estão inflamando o coração das pessoas quando elas veem sua glória manifesta na natureza. Elas não estão adorando o Deus verdadeiro. É por isso que as missões são necessárias”.


Portanto, “as missões existem porque a adoração não existe”. Não é uma falha de Deus em mostrar sua glória, mas uma falha do homem em não adorar ao Criador.


“Adoração não é uma reunião. Não é essencialmente um cântico ou atenção dada à pregação. A adoração não é essencialmente algum tipo de ato externo. A adoração é essencialmente uma agitação interna do coração para estimar Deus acima de todos os tesouros do mundo:
“Uma valorização de Deus acima de tudo o mais que é valioso.
Um amor a Deus acima de tudo o mais que é amável.
Um saboreamento de Deus acima de tudo o mais que é doce.
Uma admiração de Deus acima de tudo o mais que é admirável.
Um temor a Deus acima de tudo o mais que é terrível.
Um respeito a Deus acima de tudo o mais que é respeitável.
Uma apreciação de Deus acima de tudo o mais que é precioso.”

John Piper, continua, “em outras palavras, adorar é ter, no coração, sentimentos corretos em relação a Deus, arraigados em pensamentos corretos sobre Deus, que se tornam visíveis em ações corretas que refletem Deus... O primeiro e principal objetivo das missões é que essa adoração aconteça entre todos os povos do mundo – que a glória e a grandeza de Deus encontrem uma repercussão adequada entre os povos”.


Eu coloco outro argumento: se o homem não adorar a Deus, adorará a obra criada, sejam homens, a natureza, seres angelicais ou seres demoníacos. “Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder como a sua divindade, se entendem e claramente se veem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis; porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças; antes, em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu. Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis” (Romanos 1.20-23). Jesus disse “e conhecereis a verdade a a verdade vos libertará” (João 8.32). O homem precisa conhecer a Deus para se libertar da falsa adoração, ou, deixar de adorar a criação e adorar ao único e verdadeiro Deus. Isto fará bem a ele.

4 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

VOCÊ TEM MUITO VALOR PARA DEUS

Trago para vocês, para iniciar a semana, uma mensagem de Jesus, uma parte do Seu Sermão da Montanha. A parte que selecionei é a que ele inic

LOGO CONVENÇÃO.png
CONVENÇÃO 
BATISTA BRASILEIRA

tel. (65) 3628 2130

email: contato@ibbn.com.br

IGREJA BATISTA BOAS NOVAS

Av. Fernando Correa da Costa, 3155

Boa Esperança, Cuiabá, Mato Grosso, Brasil

© 2020 IGREJA BATISTA BOAS NOVAS - Min. Comunicação                                                                                                                                      versão: beta