Buscar
  • Ibbn

LEMBRAR DO QUE PODE DAR ESPERANÇA

Por Pr. Carlos Henrique - Mensagens Diárias de 09/05/2020

O profeta Jeremias viveu em um tempo de muitas lutas, muitos sofrimentos. Ele é conhecido como o profeta chorão, não porque chorava muito, mas porque tinha muito a lamentar. Ele viveu nos dias em que o templo de Salomão foi destruído e o povo levado para o cativeiro na Babilônia. Antes que tudo isso acontecesse, havia muitas injustiças sociais e ataques dos inimigos.


No capítulo 3 do Livro das Lamentações, ele descreve um pouco desses sofrimentos, os quais chama de “os golpes da ira de Deus”. Diz que não tinha muito tempo de vida e que a esperança no Senhor acabou. Jeremias sentia tristeza, solidão, amargura e os sofrimentos em consequência da situação. Tudo isso o deixava abatido. Mas, então, ele informa que começa a “trazer à memória o que ... pode dar esperança” (v. 21).

Mas o que ele pôde trazer à memória, no meio de tanto sofrimento, que renovou a esperança? O que pôde dar esperança quando o seu povo estava sendo levado para o cativeiro? O que pôde trazer esperança quando o templo estava destruído? Ele responde assim:

'As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade. A minha porção é o Senhor , diz a minha alma; portanto, esperarei nele. Bom é o Senhor para os que esperam por ele, para a alma que o busca. Bom é aguardar a salvação do Senhor , e isso, em silêncio. Bom é para o homem suportar o jugo na sua mocidade. Assente-se solitário e fique em silêncio; porquanto esse jugo Deus pôs sobre ele; ponha a boca no pó; talvez ainda haja esperança. ' (Lamentações 3:21-29)

Apesar de todo o sofrimento, ele se lembra das misericórdias, da fidelidade e da bondade do Senhor que não deixaria o povo desaparecer. Tudo que tinha estava acabando, mas ainda tinha o Senhor, como ele disse: “a minha porção”. Então, conseguia ver a restauração do povo, não a aniquilação dele.  Enquanto isso não acontecia, ia esperar em silêncio, solitário e humildemente, suportando o jugo que Deus pôs sobre eles, na esperança da misericórdia do Senhor.

Nestes dias do coronavírus, vamos trazer à memória o que pode nos dar esperança: a misericórdia, a fidelidade e a bondade do Deus para conosco.

3 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

CONSELHOS BÍBLICOS PARA A SEMANA

Por Pr. Carlos Henrique - Mensagens Diárias de 10/05/2021 Estamos iniciando mais uma semana de trabalho. Deixo com vocês esta mensagem da Bíblia, a Palavra de Deus. O texto recomenda a vivermos em paz

É BOM TER UM DEUS ASSIM

O profeta Naum teve sua profecia focada na cidade de Nínive. Era a capital da Assíria, império que levou cativas as dez tribos de Israel. El

NÃO ESTAMOS SOZINHOS

Nós não estamos sozinhos. Antes de Jesus voltar aos céus, ele prometeu aos seus discípulos, e aqui nos incluímos, que não os deixaria sozinh